Os 7 passos da resiliência que vão lhe ajudar a emagrecer!

Os 7 passos da resiliência que vão lhe ajudar a emagrecer!

16 de abril de 2017 Inspire-se 0

Existem algumas características que são primordiais para que o ser humano alcance qualquer coisa que quiser em sua vida. Virtudes que são necessárias ao sucesso. E isto também é verdade quando o tema é emagrecimento.

Uma das forças que você precisa ter é a resiliência, isto é, a capacidade de adaptar-se a mudanças, superar obstáculos ou enfrentar problemas (e resistir a eles).

O tema de hoje são algumas atitudes necessárias para que você adquira (ou fortaleça) a resiliência e possa usá-la como impulsionadora ao seu processo de emagrecimento.

Vamos a eles:

Adapte-se.

Entenda, o mundo não gira a sua volta. As pessoas não precisam se acostumar com seu “jeito de ser”.  É preciso que você se adapte às pessoas, circunstâncias e meio onde vive. Isso não significa concordar com algo que você não faria, mas entender que as pessoas são diferentes uma das outras, e respeitar essas diferenças. Em relação ao emagrecimento, use essa atitude para adaptar-se a uma nova rotina de vida, entendendo o que é necessário para que você alcance seu sonho. Quer ser magra? Tenha hábitos de magra.

Supere obstáculos.

Ninguém falou que seria fácil. Mas você já sabe que para conseguir resultados que ainda não tem, é necessário que faça coisas que não está fazendo.

Mudar alimentação. Fazer exercício. Ressignificar a comida em sua vida. Lidar com suas crenças e sabotadores. Independente do obstáculo, é necessário que você o enfrente. A zona de conforto é um lugar seguro, pena que nada acontece nela.

Resista à pressão.

Na maioria das vezes, não fazemos ou deixamos de fazer o que sonhamos por nos importarmos mais com o que os outros pensam a nosso respeito que com nossa própria opinião. Ora, se emagrecer é importante pra você, e se isso vai mudar sua vida para melhor, enfrente a pressão da opinião alheia, as “brincadeiras de mau gosto” dos amigos, dos críticos de plantão. E principalmente, resista à pressão de ser a velha (e frustrada) pessoa que tem sido até agora.

Evite o “stress”.

Já é comprovado que o estresse leva a aumento de peso (leia o meu artigo “O estresse engorda”). Então, para evitar esse “círculo vicioso”, procure atividades que lhe trarão prazer e deixarão com a energia positiva, como meditação, exercício físico, estar em boa companhia e aproveitando melhor as dádivas diárias da vida.

Encontre conforto emocional.

É importante que estejamos equilibrados na questão “corpo – mente – espírito”. Na questão emocional, é imprescindível para o emagrecimento que suas emoções estejam equilibradas. Emoções negativas geram comportamentos negativos, que acabarão por atrapalhar seu emagrecimento. Portanto, esteja bem consigo mesma. Vivendo a vida que gostaria, desempenhando atividades que lhe trazem satisfação, e vivendo sua essência, com paz de espírito e tranquilidade.

Busque conforto físico

Faça com que seu corpo seja seu aliado. Nosso corpo é uma máquina, comandada pela nossa mente, e que reflete o que colocamos nele (comida e sentimentos). Portanto, para conseguir conforto físico (e ter um corpo com o qual você se sinta bem), faça exercício físico, coma de acordo com seu objetivo e equilibre seus sentimentos.

Tome decisões

O emagrecimento é uma escolha. Escolha da vida que você quer para você. Então, ao invés de “brigar consigo mesma” na hora de uma tentação alimentar ou na preguiça de fazer o que precisa ser feito, lembre-se que tudo na vida é uma questão de escolha. Tome a decisão de ser feliz. E se emagrecer faz parte do “ser mais feliz”, tome as decisões para que isso aconteça. Pare de se vitimizar, você só está nessa situação porque deixou isso acontecer. Então se responsabilize por seu sucesso, e decida ser feliz e magra de uma vez por todas.

Reflita sobre o assunto, e faça o que precisa ser feito. Enfrente as adversidades, cresça com os obstáculos, e tenha orgulho de si mesma pelas suas conquistas!
Um grande abraço, paz e luz, e até a próxima.

Logar com Facebook

Sobre o autor

Dr. Thiago Garcia:

0 Comentários

Would you like to share your thoughts?

O seu e-mail pessoal não sera divulgado

Deixe uma resposta